Nossa História

A grande amizade, os laços familiares e espírito empreendedor, uniram Carlos Balbino e Aldo Valente.
Na busca pela criação de gado da raça Brahman, de modo que máxima funcionalidade e produtividade fossem o foco, nasceu o UberBrahman.

Carlos Balbino Figueira atuou, principalmente, no mercado financeiro. Conduziu também grandes empreendimento inovadores agronegócio, com destaque para a produção de frutas no Rio Grande do Norte e na região do Vale do São Francisco – PE, onde foi pioneiro na implantação de projetos de alta tecnologia, deixando como legado atividades que hoje são referência em todo o mundo.

Aldo Silva Valente Júnior é produtor rural e empresário do setor atacadista de produtos de consumo, em especial odontológicos e de higiene pessoal. Conduz  seleções, como de gado Simental e cavalos Mangalarga Marchador e Campolina, uma tradição familiar que vem de seus antepassados paternos que viveram do agronegócio na Região da Zona da Mata Mineira,enquanto os maternos atuaram na pecuária nas cidades de Uberaba e Sacramento, inclusive participando do início do Zebu no Brasil.

Aldo e Balbino, ao unirem esforços, procuravam maximizar o resultado de suas propriedades rurais e desenvolver algo que tornasse a atividade mais interessante. Nesta busca conheceram a raça Brahman, apresentada por Eduardo Bicalho no ano de 2003, titular do rancho Quitumba.  Aldo e Carlos Balbino se encantaram com as características do gado, receberam diversas indicações de amigos sobre a grande perspectiva de sucesso do Brahman no Brasil e no mundo e assim decidiram iniciar um de criação da raça.
Desde o início, o projeto UberBrahman prioriza o aumento da produtividade na pecuária de corte, de forma que os produtos possam efetivamente contribuir para o crescimento e fortalecimento do pecuarista e também do setor.
Do primeiro lote adquirido para o novo plantel, veio Mr. Querença 1563, irmão próprio de coleta do Mr. Querença 1670, hoje um dos principais touros do rebanho UBER, além de doadoras como QERJ 189, QERJ 434, QERJ 384, QERJ 124 (exportada para a África), QERJ 165, QERJ 65 e PDRB 169, grandes contribuições não só para o rebanho e mas também para a raça.

Aldo e  Balbino iniciaram a produção priorizando características básicas para funcionalidade, tais como: porte médio, profundidade, aprumos corretos e boa rusticidade. Dentre os muito touros utilizados, destacam-se os acasalamentos que utilizaram  Sir Marri Manso e Charley Jazz .
“Na época estes touros ainda não possuíam tanto destaque e hoje, quando vemos o Marri no topo dos sumários do mundo e o Charley consolidado como excepcional pai e avô, ficamos felizes e seguros com o que temos em casa”, comenta Aldo.

Após visitar vários rebanho no Brasil, no exterior e estudar bastante sobre a raça, os sócios iniciaram uma nova etapa para incrementar o rebanho. Procuraram os criatórios que mais admiravam e adquiriram fêmeas representantes das melhores famílias da raça Brahman para garantir melhores acasalamentos e consequentemente, produção com desempenho superior.

Com nascimento dos primeiros produtos, veio a necessidade de avaliar os resultados e o amigo e também criador, Cláudio Carvalho Sabino, e o zootecnista Fábio Mizziara, alertaram os titulares do UberBrahman sobre a importância das avaliações zootécnicas.

Assim, Aldo e Balbino, decidiram investir amplamente em avaliações do plantel UberBrahman, uma vez que não basta o gado apresentar apenas um “tipo funcional” e sim ser de fato produtivo, comprovando seus resultados além dos limites dos olhos humanos.
A partir daí foram inúmeros experimentos e ferramentas utilizadas, tais como: PMGZ, Avaliação de Carcaça (Ultra-Som), Provas de Ganho em Peso, andrológico precoce, acompanhamento do CE, estudos sobre fertilidade e evolução ovariana, testes de libido, testes de temperamento, avaliação de ambiência e adaptabilidade, EPMURAS e marcadores moleculares Igenity, que são utilizados para assistir as demais avaliações fenotípicas, além de consultas aos sumários da Colômbia, EUA e Austrália.

O Uberbrahman é pioneiro em provas zootécnicas, como as provas de ganho em peso, que  identificam na prática aqueles animais que se destacam para a produção de carne em condições adversas. A empresa investe amplamente em avalições e atualmente é o único  criatório brasileiro de zebuínos que tem animais testados e comprovados para mais de cinquenta características, dentre elas peso ao desmame, peso ao sobre ano, marmoreio, rendimento de carcaça e facilidade de parto.  Há uma busca constante de identificação de animais com preponderância genética e perfil para diferentes ambientes no mundo tropical.